Quase realizada... (relato de uma leitora)



Conteúdo para maiores de 18 anos.
Estranhamente estou muito feliz. Fui criada com noções de fidelidade ao marido, em fazer tudo para deixá-lo feliz e com o tempo notei que podia estar errada.
Depois de velha vi que meu marido, mesmo comigo fazendo tudo para deixá-lo feliz, foi me evitando. Não me evitando diretamente, mas em matéria de sexo, o qual fazemos muito pouco e geralmente é rápido.
Até no verão maravilhoso em que vi meu sobrinho, um homem de 42 anos no quarto de minha filha na praia, penetrando uma amiga dela. Pensei em entrar e acabar com a festa quando vi que a amiga dela se segurava na canela de minha filha, que estava na mesma cama, sentada assistindo a amiga ser penetrada, e também estava nua. Mas algo me segurou e não entrei. O algo era uma excitação tão forte por ver aquele homem penetrando uma moça, ao vivo, coisa que nunca havia visto.
Depois desse fato, aconteceu que por culpa de um chuveiro queimado, meu sobrinho me viu nua, me elogiou e acabei por me entregar a seus elogios, deixando-o me possuir. (Clique aqui para ver a primeira parte)  Contei a ele que o vi com as meninas e ele me conta que às vezes minha filha trai o namorado dela com eles. Fico excitada cada vez que ele me conta que transou com elas e estou ficando louca, pois de tanto ouvir ele falar delas, tenho vontade de participar...


Ontem, fui à casa de meu sobrinho e quando ele estava me alisando toda, a amiga dele chegou. Pensei em ir embora e ele falou que ela sabia e não iria contar à minha filha... Fiquei preocupadíssima e ao mesmo tempo excitada. Ele então disse para a amiga dele tirar a roupa e ele veio tirar a minha. Já nua, a moça veio em minha direção e disse ter vontade de transar comigo. Apenas fechei os olhos e deixei ela me acariciar, me lamber, me chupar... E juro, quando deitei na cama para ela me chupar, eu já estava gozando e a moça tomou tudo e depois me beijou com meu próprio gozo em sua boca... Agarrei-a e fui uma gulosa, queria mais e mais aquela moça... E ela deixava eu tê-la. Me fez até chupá-la, sentando em meu rosto e esfregando aquela linda vagina em minha boca.
Estou quase realizada... Quase por que ainda tenho pensamentos em que estou junto com meu sobrinho, transando minha filha... E aí sim estarei realizada.
Ps.1: Se me acha louca, só posso te responder que eu me achava também, mas não agora, pois sou feliz sexualmente.
Ps.2: Espero que as pessoas não postem anonimamente!

Clarice MH

6 comentários:

  1. Picante :)
    Beijos
    http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. é isso ai, tem que fazer o que dá vontade,o que te dá prazar, sem medo se ser julgada ou se sentir culpado por isso.O importante é ser feliz e aproveitar ao máximo os bons momentos, e fazer valer á pena!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Mari, o mais importante é a pessoa ser feliz :)

      Excluir
    2. Obrigada pela maravilhosa força Mari Lindinhá... Acho q você também pratica algo assim, ou estou enganada?
      claricemh56@aol.com

      Excluir

Obrigada pela visita e seja bem vinda não esqueça de seguir o blog
Deixe seu comentário ou sugestões.
Tudo será lido com carinho e respondido :)
Não será aceito comentários ofensivos.
Não será aceito comentários anônimos