Curiosidade sobre o esmalte




Apesar de tantos usos na contemporaneidade, o esmalte já integrava o cotidiano da realeza do Antigo Egito. Por volta de 3500 a.C., as mulheres egípcias aplicavam uma tintura de henna preta nas unhas. As cores mais vibrantes ficavam relegadas ao uso da família real e chegavam a despertar algumas preferências entre as rainhas do Egito. Cleópatra tinha uma clara preferência pela tonalidade vermelho-escura. Já Nefertiti tinha mais gosto pelo esmalte de tom rubi.



O mesmo poder de distinção social observado no uso do esmalte entre os egípcios também era perceptível entre os chineses. Em meados do século 3 a.C., o uso de tons vermelhos e metálicos (feitos com soluções de prata) significavam a ocupação de um lugar privilegiado na hierarquia social. Já entre os romanos, a pintura dava lugar a tratamentos com materiais abrasivos que faziam o polimento das unhas.

Alguns registros históricos mostram que no antigo império chinês as mulheres já eram adeptas de uma forma de esmalte. Nesse caso, as mulheres utilizavam uma mistura de clara de ovo, cera de abelha, gelatina e pétalas de flores.

Tatuagem de cutícula a mais nova moda
Já os antigos egípicios utilizavam uma henna avermelhada para colorir as unhas.

A tecnologia para o tratamento das unhas ficou relativamente estagnado até o século XIX. Nessa época, os cuidados se restringiam à obtenção de unhas curtas e que estivessem moldadas por uma boa lima. Em alguns casos, as unhas eram ligeiramente perfumadas com óleo e polidas com uma tira de couro. Numa época em que o recato era uma importante virtude, a extravagância dos esmaltes não seria nenhum pouco prestigiado.

Até essa época, uma das grandes descobertas foi a invenção do palito até hoje utilizado para a remoção das cutículas. No começo do século XX, os esmaltes começaram a recuperar espaço com o uso de soluções coloridas que não permaneciam fixadas mais do que algumas horas. Somente em 1925, durante estudos que desenvolviam tinturas para carros, foram descobertas as primeiras soluções que se assemelham com os esmaltes de hoje.

Na sua primeira versão, o produto era de um tom rosa-claro e era aplicado no meio das unhas. Chegando à década de 1930, já podemos notar que a “pintura” nos dedos do pé e da mão fazia muito sucesso entre as grandes estrelas do cinema hollywoodiano, como Rita Hayworth e Jean Harlow. No ano de 1932, os irmãos Charles e Joseph Revlon custearam a invenção de um novo tipo de esmalte, mais brilhante e com um leque variado de tonalidades.

Nas décadas seguintes, vemos que a tecnologia empregada foi se tornando cada vez mais complexa. As unhas postiças parecem como uma boa alternativa de se chamar a atenção sem gastar horas na manicure. Há poucos anos foram disponibilizadas máquinas capazes de imprimir uma imagem digital nas unhas. Difícil é saber onde a indústria da beleza pode chegar a fim de atiçar a vaidade feminina.

Hoje há uma infinidade de cores e efeitos magníficos de unhas, e cada vez mais o mercado de esmaltes vem crescendo, as empresas estão apostando em embalagens personalizada e tecnologias inovadoras, e as mulheres estão cada vez mais adorando.



Porque só quem é mulher entende que é uma tentação passar por uma esmaltaria e não resistir!!!




                            Mari Lindinha

 Imagens meramente ilustrativas tiradas do google

8 comentários:

  1. Que legal, adorei a história do esmalte, apesar de gostar dos tradicionais, acho muito bacana as técnicas infinitas de pintar as unhas. Adorei, bjs

    http://angelimcosmeticos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Ritinha sempre tem novidades na área de esmaltes né, bjs e obrigada pela viisita

      Excluir
  2. Bem legal,pelo jeito,os esmaltes fizeram um longo trajeto*
    beijinhos

    http://blogmarlymagmac.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e pensar que algumas cores só os mais ricos poderiam usar :)

      Excluir
  3. Meu deus, achei que a henna vermelha era sangue! Hahahha Beijos, Clara do www.nemsanta.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clara eu achei muito estranha essa nova moda rsrsrs

      Excluir
  4. Esmaltes são uma de nossas paixões. Impossível viver sem eles.
    Beijos U&B
    www.unhasebocas.blogspot.com.br
    www.facebook.com/pages/Unhasbocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo eu tenho vários e mesmo assim sempre acho que está faltando algum rsrsrsrsrs

      Excluir

Obrigada pela visita e seja bem vinda não esqueça de seguir o blog
Deixe seu comentário ou sugestões.
Tudo será lido com carinho e respondido :)
Não será aceito comentários ofensivos.
Não será aceito comentários anônimos